Como está o andamento para a manutenção do 5%?


A Mastercred e vários correspondentes receberam essa semana um Boletim de atualizações do dia 19/11/21 sobre como anda a luta pela manutenção da margem de 5% através da Aneps apresentado pelo sr Edilson Costa - Presidente da Aneps.

"Estivemos em Brasília durante a semana toda em negociações."


Veja as novidades .:


  • O projeto já conta com assinaturas necessárias para urgentíssimo (414 de 387 necessárias), portanto o requerimento de urgência pode ser apresentado;

  • Está prevista para o início da próxima semana uma reunião com os líderes. Nessa reunião é que eles decidem o que será colocado na pauta;

  • Já temos o Líder de partido que apresentará o requerimento de urgência. Se aceito na pauta, o requerimento entra em votação, se for aprovado, estará deliberada a urgência;

  • Passando vai para escolha do relator;

  • O Capitão Alberto é o autor da Lei, mas não é o relator. O relator é definido pelo presidente da câmara.

  • Após a escolha do relator, aí sim temos que agir na cobrança aos deputados;

  • A diretoria do Sindicato Nacional dos Aposentados deve se posicionar em favor da manutenção dos 5% junto aos parlamentares;

  • A Febraban deixou claro que não vai se envolver, mas não têm qualquer objeção. Não podendo contar com a Febraban "está por nossa conta".

Já falamos em nossas mídias e posts (em nossa página, em nosso canal e nosso blog) sobre o perigo e o que acontecerá se não houver a manutenção do 5%...

Todos ficaram com margem negativa 5% que é um percentual considerável, o que impedirá milhares de pessoas a ter acesso ao crédito consignado pois estarão com a margem negativa, e como o percentual de margem ajustado pelo aumento salarial ainda é menor que o 5% os aposentados e pensionistas não poderão fazer a margem do reajuste salarial e não poderão renovar seus contratos.

No meu ponto de vista, portar seus contratos mais para reduzir a parcela no intuito de ficar com margem positiva novamente não é uma boa opção, pois para obter essa redução de parcela teria que "queimar o contrato", que significa reduzir a taxa no máximo em seu limite impossibilitando novas negociações e refinanciamentos dessa parcela, podendo até mesmo o cliente não receber nenhum troco por aquela portabilidade. Isso não é a solução!



Trazendo essas informações, tendo em vista que a luta pela manutenção da margem já começou e que já estão sendo feitas reuniões, debates e que já existe uma PL e uma força a nosso favor, a guerra ainda não acabou, não vamos desistir e acredito que temos grandes chances de conseguir vencer essa batalha se nos unirmos!

O Deputado Capitão Alberto Neto está lutando por essa causa; a nossa causa junto com a Aneps e diversas pessoas e instituições importantes.

Conforme forem seguindo os fluxos previstos dos acontecimentos nós da Mastecred vamos estar aqui para levar a infomação adiante e quando chegar a hora de colaborarmos, faremos nossa parte cobrando os deputados e senadores e esperamos poder contar com a ajuda de todos.

Porque a luta continua e nós vamos vencer!


#Fique Ligado

#Mastercred

#Credito Consciente

#Manutenção 5%




103 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo